Histórias de uma portuga em movimento.
12
Out 07
publicado por parislasvegas, às 14:40link do post

Dia de programa cheio e o Kiko super-resingão . Parece que adivinha quando eu tenho que fazer qualquer coisa. Já desisti do convite para sair ao fim da tarde para não complicar mais a disposição do infante e não abusar da boa vontade da baby sitter que também vem fazer de dog sitter este fim de semana. Vamos passar os próximos dois dias na praia, quiçá os únicos dois dias de mar deste ano para mim e para o Kiko . Com esta viagem (cerca de uma hora de carro) vamos conhecer uma nova parte da ilha reputada pelas suas praias de areia branca (o resto é mais calhaus e areias negras). Espero trazer boas fotos para vos abrir o apetite.

 

Nos entretantos , e nos tempos que o Kiko me deixa mais livre ou em que estou cansada de abrir caixotes, vou estudando uns rudimentos de Grego. Gosto sempre de aprender a língua local, primeiro porque nos diz muito da mentalidade de um povo. A língua é a nossa ferramenta para traduzir pensamentos, logo, entender a lógica gramática de um idioma é meio caminho andado para perceber o raciocínio do povo que o fala. Em segundo lugar vem a questão prática: a integração é sempre mais fácil quando se fala a língua. E em terceiro lugar vem o puro gozo pessoal de aprender uma nova música, novas sonoridades.

 

alfabeto

 

Até agora não tenho avançado grande coisa. O alfabeto é fácil, principalmente para quem já está habituado a outros alfabetos diferentes, como é o meu caso com o cirílico. A língua em si parece-me difícil tanto de pronúncia como gramaticalmente, muito embora só tenha quatro declinações, bem menos complicada do que o russo com os seus seis casos...Por enquanto só sei ler (sem perceber nada do vocabulário), cumprimentar (gYa SSos ! Kaliméra !), dizer sim e não (né-oxi ) atender o telefone (Parakaló)  ,  agradecer (Efxaristó) e pedir a conta (Logariásmó) . Não dá para grandes aventuras. Vejo-me grega é o que é....Depois sei grandes palavras complicadas, mas essas são as que sabemos todos: filosofia, katastrofi,ieoloia , peidiatrós (o médico...), onomasto (nome) e coisas do género. Pois, como toda a gente sabe, os gregos inventaram tudo: o pensamento, todas as palavras para traduzir o mundo, a medicina, a política, enfim..mas isso será tema para um outro post ....


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
13

14
17
19

21
22
23
25
26
27

28
29


arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO