Histórias de uma portuga em movimento.
02
Mar 10
publicado por parislasvegas, às 08:29link do post

 700 mortos no Chile é impressionante.

 

Se tivermos em conta a dimensão do sismo (8.8 é obra!), só se pode concluir que a qualidade das construções é mesmo boa e que foi feita uma preparação para uma eventualidade destas. De qualquer das formas, tragédia é tragédia, e dois de seguida (com tsunami e tudo) assustam qualquer cidadão, principalmente os portugueses, sentados (des)confortavelmente em placas teutónicas instáveis. 

 

Dá medo.

 

*

Leio nos jornais que a Madeira vai continuar a receber o mesma ajuda da UE do que até aqui.

Ainda não vi os documentos oficiais da UE, mas parece-me uma notícia estranha.

Estranha porque os quadros da verbas para a convergência de zonas ultraperiféricas da UE estão mais do que decididos até 2012 e, mesmo num quadro de catástrofe, não podem ser mudados em 15 dias.

Estranho porque ninguém sabe ainda ao certo as verbas que vão ser disponibilizadas para o quadro seguinte.

Mas pronto, isto sou eu com a mania que quero saber tudo, os senhores jornalistas até estão a dar uma boa notícia e eu aqui a ser chata e a querer dissecar a coisa...

 

*

 

Ainda sobre a Madeira. Era capaz de ser boa ideia pensar bem nas consequências da catástrofe e não começar uma reconstrução à maluca. Ou não?

 

*

 

Sobre o acordo ortográfico: Não me interessa muito que entre em vigor ou deixe de entrar.

 

É um acordo que serve maioritariamente os interesses das editoras e o ego das academias, não é coisa para o normal cidadão (seja em que lado do Atlântico ou em que Continente estiver).

A meu ver a harmonização da língua portuguesa é uma tarefa impossível e o acordo não muda essa impossibilidade.

A nossa língua é tão nossa, que cada um de nós Cabo-verdianos, Brasileiros, Portugueses, Angolanos, Moçambicanos, Timorenses, Macaenses e São-tomenses há de continuar a moldá-la à sua maneira.

 

Somos irmãos de leite, mas não nos tirem as nossas diferenças tão lindas.

 

Por isso, com acordo ou sem ele, eu vou continuar na minha, escrevendo "à velha", como os meus velhos Professores na Universidade ainda escreviam "necessàriamente" e "philosófico". 

 

Recusarei o bisturi gramatical e exibirei com orgulho as minhas rugas semânticas. Serei uma relíquia!

 

(E nunca mais recorrerei a um corrector ortográfico!)

 


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
18
19
20

21
22
23
25
26
27

28
29
30
31


arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO