Histórias de uma portuga em movimento.
01
Fev 07
publicado por parislasvegas, às 17:41link do post | comentar | ver comentários (3)

Ontem, a caminho de casa, apanhei na rádio um especial sobre o referendo em Portugal. Neste programa os locutores explicavam a polémica que tem dividido o país entre conservadores e liberais, entre religiosos e laicos. Diziam os senhores da rádio que Portugal era um país muito mais laico e moderno, em termos de mentalidade, do que a Irlanda e que o SIM não tinha ganho em 98 por causa da elevada abstenção.

Ora isto deu-me gosto ouvir, porque não nos chamaram nomes, caracterizaram-nos como um país de pessoas formadas, com uma certa educação, que andam agora a debater uma questão importantíssima (que os franceses já resolveram há muito) e que essa questão apenas é debatida com tanta paixão, porque Portugal tem uma cultura muito marcada pelos valores católicos e conservadores, apesar da maioria da população pregar uma coisa e fazer outra. Acho que os senhores da rádio até nos tiraram bem a foto. Pelo menos a descrição do país não me envergonhou.

Depois passaram a entrevistar uma eurodeputada portuguesa de esquerda. Isso sim é que me envergonhou valentemente. Porque sou de esquerda, porque sou portuguesa, porque não sou eurodeputada e nunca diria tais coisas em relação ao meu país a um meio de comunicação social estrangeiro, se bem que as pense e a diga a toda a hora a outros portugueses como eu.

Há que distinguir entre o que se pode criticar entre iguais, e o que se vai dizer em "prime-time" na rádio mais ouvida de França (das únicas NACIONAIS). Chamar Portugal de retrógrado ", "medieval" e "terceiro-mundista" está muito bem numa mesa de copos e de amigos, ou mesmo num telefonema de insultos a  uma Excelência qualquer. Apregoar isso nas ondas hertzianas francesas para toda a população de françúis ouvir e ficar com AINDA MAIS sentimentos de superioridade em relação aos petits portugais " é um crime lesa-pátria.

Mostra que a senhora não sabe o que é viver "cá fora" e não sabe a vergonha que provocou a inúmeros compatriotas que são capazes de ainda ter ouvido "bocas" dos chauvinistas que trabalham com eles.

O meu único consolo é que o francês dela é muito pior do que o meu...

 

 


mais sobre mim
Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
23
24

25
26
27
28


arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO